‘Pedi para ser mãe’, diz mulher de milagre que beatificará Padre Victor

Vaticano publicou promulgação do primeiro milagre atribuído ao religioso.
Mulher de Três Pontas engravidou após medicina considerar impossível.

O Vaticano publicou a promulgação do primeiro milagre atribuído à intercessão de Padre Victor. Com o decreto, a Igreja já pode marcar a data para a cerimônia de beatificação do religioso. A Diocese de Campanha (MG) revelou para a equipe da EPTV Sul de Minas o milagre reconhecido pela comissão católica: uma mulher de Três Pontas (MG) que conseguiu engravidar em 2010 após a medicina afirmar que isso seria impossível.

A professora Maria Isabel de Figueiredo sonhava ser mãe, mas não podia engravidar. Foram dois anos de tratamentos e muitas desilusões, até que ela pediu ajuda a Padre Victor durante uma novena.

“Eu pedi na novena de 2009 para o Padre Victor que intercedesse a Deus para que eu engravidasse, já que era meu sonho ser mãe. E também, como é tradição na novena, que escreva um pedido e o padre sempre fala que esses pedidos são queimados, no último dia da novena, e que a fumaça é levada aos céus. Então eu escrevi o pedido, com muita fé, acreditando que um dia eu poderia receber essa graça. E em agosto de 2010 me veio a notícia que eu estava grávida sem nenhum tratamento”, conta.

E contrariando as previsões médicas, mais uma vez, ela espera agora por outra filha. “Essa gravidez é a comprovação da cura, do milagre que eu recebi porque mais uma vez, sem tratamento nenhum, estou grávida esperando mais uma menina. Graças ao Padre Victor”, agradece a professora.

Segundo a médica Márcia Andreia, que atendeu Maria Isabel à época, a gravidez dela não era possível de forma natural porque a paciente não tem uma das trompas e a outra é totalmente obstruída.

Decreto

O documento do Vaticano, escrito em italiano, relata que o Papa Francisco decidiu na sexta-feira (5) pelo reconhecimento do primeiro milagre atribuído a intercessão do Venerável Padre Victor.

No início da semana, a igreja já havia divulgado que o milagre atribuído a Padre Victor havia sido aprovado por três comissões: uma de médicos que trabalham para o Vaticano, outra de teólogos e por uma comissão de cardeais.

Com a assinatura do Papa Francisco, a Igreja Católica já pode marcar a data para a celebração da beatificação. “A proposta nós enviaremos à Santa Sé para que confirme aquilo que nós estamos pretendendo fazer com o rito de beatificação, na semana em que celebramos a Consciência Negra”, revela Dom Diamantino Prata de Carvalho, bispo de Campanha.

Ainda segundo o bispo, a missa de beatificação do religioso deve ser realizada no dia 20 ou 21 de novembro, o que ainda precisa ser aprovado pelo Vaticano.

Com a celebração, Padre Victor será o segundo beato do Sul de Minas. Em maio de 2013, Francisca de Paula de Jesus, a Nhá Chica, foi beatificada em Baependi (MG), onde passou a vida.

Fonte: G1 Globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *